APROVADO PLANO DE ATIVIDADES 2019

A Terras de Sicó - Associação de Desenvolvimento aprova o Plano de Atividades para 2019 com orçamento de 1,3M€.

ATUALIZAÇÃO DAS METAS DOS PROJETOS EM CURSO

ESTABILIZAÇÃO DE TROPISMOS FINANCEIROS

AFIRMAÇÃO DE UM DIRETÓRIO NA GESTÃO TERRITORIAL

Estes são os objetivos estratégicos que a Terras de Sicó – Associação de Desenvolvimento aprovou em Plano de Atividades para 2019, suportado num orçamento de aproximadamente 1,3 M€, que permitirão consolidar as tarefas herdadas do passado histórico enquanto Associação de Desenvolvimento Local, mas também identificar novos horizontes e novas propostas a favor do território de intervenção e suas populações.

Será fundamental atualizar as metas propostas, colocando a ADL num posicionamento favorável para reprogramações técnicas e financeiras anunciadas com expressão mediática no ano vindouro nas várias plataformas onde nos vamos inserindo, nomeadamente na gestão do DLBC TERRAS DE SICÓ 2020, incluindo, em abordagem regional, materializar uma posição sustentada num novo desafio no âmbito do SI2E – CENTRO 2020 com garantia ao financiamento de novos projetos que tragam resposta técnica e financeira à procura emergente, sobretudo das PME’s.

Em segunda linha, será politicamente decisivo antecipar e gerir os vários tropismos de financiamento junto das diferentes entidades/programas, garantindo recursos financeiros ao desafio coletivo proposto. Enquadrar e agregar financiamentos sem descurar a linha de intervenção aos projetos propostos, será tarefa de curto prazo.

Em terceiro momento, também decisivo, será crucial avaliar, discutir e assumir quem é quem no território de intervenção, estabilizar atribuições e competências, consolidar redes de trabalho ativo, evitando no imediato uma balcanização institucional do território que vem sendo identificada por ausência de um diretório que regule hierarquicamente instituições, tarefas e partilha de compromissos.

Neste âmbito, iremos ter as seguintes vertentes de atuação e principais projetos associados:

DESENVOLVIMENTO RURAL

EEC QUEIJOS DOP E IGP DA REGIÃO CENTRO

Este projeto pretende dar um contributo fundamental para a valorização económica de um importante recurso endógeno existente na Região Centro: o Queijo. Neste sentido, o projeto reúne várias atividades que incidem sobre fatores críticos de competitividade, como sejam a qualidade do produto, os recursos humanos, as tecnologias de produção, a comercialização, a comunicação, a imagem, o marketing e a internacionalização.

Neste sentido, foi tomada a opção estratégica de considerar para o projeto apenas os territórios que integram um conjunto de DOP (Denominação de Origem Protegida) e IGP (Indicação Geográfica Protegida, designadamente:

A EEC está aprovada e a Terras de Sicó posicionar-se-á como parceira tendo em consideração o queijo Rabaçal – DOP, associando-se ao Agrupamento de Produtores APRORABAÇAL.

 

QUALIFICAÇÃO EM IGP DO CABRITO E BORREGO DE SICÓ

Implementar o protocolo de colaboração institucional com a ESAC para a qualificação do cabrito e borrego de Sicó em IGP.

REDE LEADER 2020 – FEDERAÇÃO MINHA TERRA

 Na qualidade de associado da Federação Minha Terra, a Terras de Sicó terá um serviço de assistência técnica denominado "REDE LEADER 2020: Qualificar, Cooperar, Comunicar" que tem como objetivos, qualificar as equipas técnicas e capitalizar a experiência e o trabalho desenvolvido pelos Grupos de Ação Local (GAL), entidades responsáveis e envolvidas na implementação, acompanhamento e execução das ações da Medida 10 LEADER/DLBC do PDR2020.

 

DA DINAMIZAÇÃO DA BASE ECONÓMICA, CRIAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL

EXPOSICÓ 2019

Iniciativa a organizar pela TERRAS DE SICÓ, a ter lugar em Ansião e a decorrer no fim-de-semana de 18 e 19 de Maio de 2019. A iniciativa será articulada com o Município de Ansião, quer do ponto de vista operacional, que na conceção da proposta de programação a ela associada.

CADEIAS CURTAS E MERCADOS LOCAIS

Alinhando a iniciativa com o objetivo estratégico de recuperar a intervenção no setor primário, promover a construção de dois mercados de mercados de gado para pequenos ruminantes, articulando em rede com outros já existentes no território, servindo também de apoio à comercialização da fileira agro.

Criação de um projeto de comercialização de “cadeias curtas”, para apoio a um calendário anual de mercados de proximidade concelhios.

SICÓGEST

Assumir a necessidade de revitalizar a SICOGEST, enquanto empresa veículo de promoção de toda a fileira agro e coordenação estratégica dos projetos emergentes das cadeias curtas e mercados locais. Envolver em parceria as associações de produtores locais, estabilizar territorialmente um centro de micrologística de apoio à dinâmica da empresa e procurar no mercado uma solução de gestão que assuma um modelo financeiro e um plano de negócios que dinamize a rede emergente e produza resultados na comercialização dos produtos endógenos e na internacionalização do território.

DA VALORIZAÇÃO E PROMOÇÃO DO PATRIMÓNIO CULTURAL E NATURAL

REDE DE ALDEIAS DO CALCÁRIO NO SICÓ – RAC

Consolidar a candidatura apresentada em parceria com os Municípios para a criação da Rede de Aldeias do Calcário – RAC, cujo âmbito territorial será o território de intervenção da Associação de Desenvolvimento, identificando o Recurso Endógeno – CALCÁRIO, enquanto elemento singular e distintivo deste espaço geográfico, sendo ponto de partida para a idealização de uma estratégia de valorização e um programa de ação inovadores, permitindo a geração de dinâmicas com poder de estruturação económica do território de intervenção.

 

EEC VILLA SICÓ

Retomar o trabalho de promoção e competitividade territorial associado ao eixo da romanização, avaliando a sua atual situação no sentido de poder ser redefinida uma estratégia que dê continuidade ao plano de ação traçado e rentabilize o investimento assumido. Neste contexto, deverá ser equacionado um papel para a Terras de Sicó no âmbito das dinâmicas de promoção de Conimbriga e eixo da Romanização SICÓ à proposta de classificação enquanto património mundial pela UNESCO.

GR 26 – ULTRA SICÓ - APRESENTAÇÃO PÚBLICA E EVENTO ANUAL

Conceber e implementar uma ação concreta com duas dimensões ao projeto associado:

apresentação pública da GR 26, envolvendo os Municípios e a entidade Turismo Centro de Portugal;

delinear e operacionalizar um evento anual, publicitando os percursos sinalizados num formato de fim-de-semana como um produto turístico (alojamento – restauração – visitação), propondo em formato BTT ou passeio pedestre a utilização da GR 26.

 SICÓ – A DIMENSÃO CULTURAL DE UMA PAISAGEM PROTEGIDA

Projeto de apoio técnico à identificação e articulação em rede de sítios a classificar no domínio “património natural”. Este documento, entre outras referências, deverá ser suporte à RAC – Rede de Aldeias do Calcário e a constituição de um parque natural intermunicipal no maciço de Sicó.

DIRETÓRIO DE GESTÃO TERRITORIAL

Propomos que em 2019, em data a calendarizar, se organize um diretório do território da TERRAS DE SICÓ, que discuta e trilhe novas tarefas e novos rumos, assente nos projetos em curso, no desafio do novo quadro comunitário entre outras soluções e metodologias de trabalho.

Data da notícia: 14 Dezembro 2018